quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Previsão do tempo

Na pele nenhum beijo nenhum
na pele nenhum beijo doce
doce de pitanga
na pele nenhum beiço
nua pele de beijos
nua e branca
lua redonda e fria no céu
dentro o sangue gela
bolas vermelhas de fogo
cinzas de tanto esperar

Vulcão no Japão
tufão em Minas
em mim
mina de carvão

2 comentários:

marcia cardeal disse...

Estes três últimos textos me fazem parar aqui. Tão bom!!! bj

SETT VÍDEO LOCADORA disse...

Bom dia, SUZANA MAFRA!
Estou visitando-a neste momento, gostei muito do poema. Há uma beleza nas palavras; sinto também, uma tristeza que passeia em gotas orvalhadas por cada letra.Muito bom e íntimo, digno das pessoas verdadeiras, sinceras, puras de alma. Parabéns!
Sabe, desde de pequeno escrevo as minhas dores, minhas inquietações, meus anseios, as angustias que o homem carrega. Criei uma ponte que me liga meus sentimentos com o meu mundo ao do meu semelhante. Se puder faço um tour no meu blog:(settvideolocadora.blogspot.com), ok? Ah, estou seguindo-a no blog.
Fique na Paz e continue a linda carreira.
Saudações,
Marcos Mendes