quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Eis a carta finalista (com outras duas) na promoção da Editora Rocco:


Clarice,

Escrevo no computador, está mais fácil escrever, não precisamos de uma folha nova quando erramos, basta corrigir na tela do monitor e imprimir depois.
Hoje cedo, comprei sementes para mamãe, ela tem 80 anos e se esquece de tudo, mesmo assim, mora sozinha. Precisas ver como ela segura a gata no colo, parece estar a brincar de bonecas. Você escreveria um conto incrível se a visse. De onde estás a vês? Deve estar semeando quiabos. Ou camuflada entre as flores. Mais um girassol.
Eu te vejo de onde estou. Vejo-te na tua casa com a máquina de escrever ao colo. Ou fumando. Parei de fumar há dez anos, de escrever, não.
Ontem uma chuva de folhas caiu sobre mim. O milagre das folhas. Guardei uma. A mais bonita. Segue no envelope. Repare nas cores.

Abraço e sol!

Suzana

P.S. Gostas de licor de figo? Mamãe e eu te esperamos para um lanche, haverá docinhos de polvilho.
Página da Clarice: www.claricelispector.com.br

4 comentários:

Rodolfo disse...

Olá, suzana,
Espero que, de alguma forma, ela possa ver as folhas, a mãe com a gata e ler esta carta tão cheia de carinho.
Um beijo.

marcia cardeal disse...

Meu arrepio demorou pra desarrepiar. Classificação merecida, hein?!! Apareça hora dessas pra um café!..bj

Lidia Lira disse...

Eu vejo Clarice, de certa forma, como vc a vê.

Parabéns!
Clarice merece coisas lindas (como seu texto) escritas e dedicadas à ela.

anjo disse...

Novamente registro meu sentimento maravilhado após essa leitura.

Lindo demais!

Parabéns. você é merecedora.

Í.ta**