terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Poema de natal

No jardim
flores vermelhas anunciam
aos quatro ventos
nasceu o deus-menino

No coração
um poema desabrocha
(pequeno invento)
jasmim para jesus

10 comentários:

Rubens da Cunha disse...

oi
obrigado pela visita,
quando li esse teu poema pensei que o natal seria outro se tudo que o envolvesse fosse assim tão bonito :)) vc recuperou o espírito original do natal... parabéns

abraços

Silvia Pavesi disse...

Oi nova amiga bruxxxquense, vou te linkar lá no meu blog, assim fica mais fàcil ter acesso à leveza de tuas palavras,
abracos

anjo disse...

ioio
concordo com o Rubens. O Natal seria muito mais belo se refletisse seu poema-puro.

obrigado pelas palavras no um-sentir.

Í.ta**

Kali disse...

Adoro o vermelho do natal.

Yoga, fiz por 2 anos em 2004 e 5, mas parei. Tenho muita vontade de voltar. Vc faz?

Beijo!

rio daqui disse...

Cuidar e permitir o amor. Ter paz ser zen. E amar.
Bom natal - Grande Virada. 2008 - Lá vamos nós. Beijo, poeta! Riodaqui aí

Lidia Lira disse...

Meu coração que vai aos quatro ventos e só pára quando se depara com palavras coloridas, o novo poema que desabrocha.

[jb] disse...

feliz 2008, menina.

[jb]

israc disse...

Bom saber que existe poesia em Brusque... e de boa qualidade!
Continue com o bom trabalho , Suzana!
Parabéns!

Rogério Kreidlow disse...

Oi Suzana, é o Rogério. Encontrei teu blog por acaso. Linkei lá no meu também. Tou te passando um meme, uma brincadeirinha que corre entre blogs.

É só ver no meu blog:
http://rogerkrw.blogsome.com/2008/01/17/meme-do-onde-voce-estava-em/

É bom pra conhecer um pouco mais sobre alguns amigos.
Abraço, quem sabe a gente se fala hora dessas. Estou em Joinville, no momento, fazendo freelas para o A Notícia.
Abraço
Rogério K.

Suzana Mafra disse...

Obrigada,Israc. Você mora em Brusque?
Abraço!