sábado, 26 de julho de 2008

Consulta ao I Ching

Dor do mundo imundo
impõe-se

Infortúnio
nenhum jasmim

Para lago algum aponta
a ponta da seta
nenhuma seita

Trocaram as letras da graça
escritas na porta do templo

A Imperatriz do amor
se recolhe em pétalas
e bebe do próprio orvalho

Nenhuma nuvem
uma garça floresce no céu
graças a Deus

2 comentários:

Jemimma ~♥~ disse...

não entendii =X

Regina disse...

Não gosto quando se perdem as graças da porta do templo, e amo quando garças florescem no céu!
Não te visitava faz tempo, tava com saudades!
bj