quinta-feira, 27 de março de 2008

Abelhas

sob a jabuticabeira
minúsculos sóis de seda
(dançam?)
sobre pérolas negras

4 comentários:

Anônimo disse...

Moça, quando eu não deixar um recado é porque, não estive por aqui, talvez eu tenha viajado.
Talvez eu tenha passado tão rápido
que não tenha "enxergado" o que voce escreveu. Talvez eu finja que
por aqui não estive. Há muitas maneiras de ser gentil, há muitas maneiras de ser sutil. Há muitas
maneiras de não ser apenas servil.
Mas hoje passei por aqui.
E enxerguei. E não há porque inventar moda. Apenas dizer: Abelhas? e que mel especial conseguiram produzir.
Ai que invejaaaaaaaaaaaaaaaa!
Hummmmmmmm...Tá bonito pra caramba!
Fatima.

Regina disse...

Me lembrei que terça é dia de Suzana pendurar seu poema no varal de casa. tou atrasada, mas é porque baixou santo escrevinhador,esta semana,e a gente não pode perder o embalo.
Mas valeu, como valeu!
bj

Suzana Mafra disse...

Regina, Fátima

adoro receber visitas.

Bjos

Í.ta** disse...

adorei estes: "sóis de seda" e "pérolas negras" (lembrei-me da música que o Luiz Melodia canta :D)

beijo,
Í.ta**