sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Lápis

Instrumento da escrita invisível
um risco para o poeta correr
também uma forma de o poeta
escrever na areia da praia
e ser livre como a gaivota
(sem rastros)
livre dos papéis para organizar
livre dos textos para aperfeiçoar
livre da função burocrática do escritor

(livre da canalhice)

2 comentários:

avidaetudomais disse...

Rabiscar nos tons da liberdade

Anônimo disse...

Rabiscar sobre a liberdade ... quando tiver tempo entre aqui http://avidaetudomais.wordpress.com/