sábado, 21 de março de 2009

As pessoas falam coisas. As pessoas falam coisas sem pensar. As coisas que as pessoas falam dão o que pensar. As pessoas falam para preencher vazios. Se palavras fossem flores as pessoas falariam para preencher vasos de cores. As pessoas falam demais. Algumas pessoas falam de medos, os mudos, por exemplo. Os mudos não falam pela boca. Os emudecidos são aqueles que não falam por vontade própria. A mudez não lhes foi imposta. As pessoas falam muito quando ninguém quer ouvir. As pessoas falam para explicar quem são. A imagem do que são não se explica. Muito barulho por nada. Tanto se fala disso e daquilo, na maioria das vezes, isso e aquilo não valem um quilo. O silêncio é de ouro e continua velando ouro. As pessoas falam porque temem o silêncio. Enquanto se faz amor pode-se ficar em silêncio, pode-se usar a língua para falar de libélulas. Enquanto se beija na boca não se fala. Tem gente que fala. Antes do beijo tem gente que pede. Tem quem não pede e beija. Tem quem pede e beija mal. Se for pra beijar mal, melhor mel. Se for pra falar de amor, se for pra falar e não fazer. As pessoas falam coisas sem pensar em mais nada. As pessoas silenciam apenas por fora. Há quem estranhe o silêncio que se cria em torno, por isso apressa a fala sobre os vazios escuros e azuis da noite.

5 comentários:

Regina Carvalho disse...

LINDO!

Cynthia Lopes disse...

Suzana, adorei a forma como vc encadeou frases curtas que se completam e se bastam. Ficou muito interessante e ao mesmo tempo passou a idéia com muita criatividade. Bem legal, bjs

Í.ta** disse...

maravilhoso!

Anônimo disse...

Ótimo ótimo o seu blog, as fotos e as inspirações. Gostaria que visitasse o meu blog também, para que possamos trocar ideias.
palavrassetransformam.blogspot.com

Espero que goste

Sergio Ma disse...

Oi,Suzana!!
Concordo com vc.As palavras tem a sua significação e alcance, que não prescindem de um contexto de idéias, bem embasadas em verdades psicológicas ou em realidades tangíveis,do nosso dia a dia...não se trata de um jogo aleatório e sem nexo...mas uma extensão de nós mesmos...
Bjs.

Quando quiser,faça-me uma visita...
BLOG DE POESIAS:
http://poemandonanet.blogspot.com/