domingo, 21 de dezembro de 2008

Poema de Natal

Quando a festa termina
ajudo a limpar e organizar a casa:
junto papéis, pedaços de fitas e laços jogados pelo chão.
Mais tarde, antes de dormir,
tento unir os pedaços perdidos da alma e da festa.
Então uma estrela brilha no alto do céu do meu quarto
e eu durmo feito o Jesus menino.

5 comentários:

Anônimo disse...

Que bom Suzana, quando temos laços e fitas para juntar. Que bom quando uma estrelinha brilha e dormimos tal qual o menino Jesus.
Feliz Natal, poeta!

Mara faturi disse...

Lindinha,

e que seus sonhos sejam sempre estrelados,
um 2009 bem querido pra vc e com vc!!
bjão!

efe disse...

"unir os pedaços perdidos da alma" é obra gigantesca.

Bom Ano 2009.

Cynthia Lopes disse...

Suzana, lindo seu poema de Natal...
um feliz 2009 para vc e os seus, gde beijo

Suzana Mafra disse...

Obrigada pelo comentários, gurias.
Feliz 2009!