sábado, 7 de novembro de 2009

Chuva

A coisa mais doce do céu
a chuva tem a chave da paz
chuva e chávena de chá
sossego caindo na vida
silêncio cristalino

Eu caindo de sono
eu caindo de chuva

13 comentários:

Paulo Viggu disse...

Se chegar a chuva, eu não sei ,,,,,,,,,,,
Tenho a mesma sensação. Abraço Poético - Paulo Viggu

também em www.myspace.com/pauloviggu

Í.ta** disse...

o verso final é lindo.

beijo.

Anônimo disse...

a poesia,quando nos toma, embebeda a verve, se isto nos serve, engulamos as palavras, que jorrarão os poemas...

INFETO disse...

Gostei do espaço.
Visita o meu

http://poesiafotocritica.blogspot.com/

Abraços

Mari disse...

Gostei do cantinho!

Semanda de luz!

GANÍMEDES disse...

oi, sou de Lages e estou divulgando meu blog que une boa poesia e imagens sensuais (sem nudez)... para os amantes da arte, da beleza e da poesia... tento usar de sensibilidade e apreço pela literatura...

http://melpomenistico.blogspot.com/

obrigado

Úrsula Avner disse...

Oi Suzana, um encanto de poesia... Suave, melodiosa. Estava passeando pela blogosfera e gostei de conhecer seu blog. Que haja sempre chuva de belos versos em seu quintal de poesias. Um abraço.

Cynthia Lopes disse...

Lindo, Suzana!
Me lembrou meu último poema. Ô chuva prazenteira, bjs

Caetano disse...

lindo isso!
é infância boa
gostei do seu espaço. voltarei

abraços

merry disse...

Como dizia a música do Cidade Negra:
"Chuva lava alma!!"

Maurélio disse...

Oi Suzana, sou seu conterrâneo, um poeta amador e por sorte encontrei este cantinho maravilhoso.
Parabéns pelos versos, lindos!!!

Anônimo disse...

Suzana,
Esqueci de colocar meu email em meu post anterior: dirajaia@hotmail.com
Dirajaia

Alexandre Tenório disse...

gostoso de ler,sossego caindo na vida!aqui eu n perdi a viagem!